Porto Seguro ganha com o excesso de turistas no mundo

Quem já ouviu a máxima – “Foi a Roma e não viu o Papa?” Pois, o que parece um absurdo é bem real. A taxa de turismo é tão alta em alguns lugares como Vaticano e outros centros da Europa e do mundo que uma feira que aconteceu em Berlim, na Alemanha agora em março discutiu o excesso de turistas!

Wow! Um verdadeiro presente para o Brasil que precisa promover o turismo, pois de acordo com o relatório do World Travel & Tourism Council (WTTC),  o turismo cresce há cinco anos consecutivos mais do que a economia global nos países em desenvolvimento, mas aqui  estamos na casa dos cinco milhões de turistas internacionais desde 1998, não houve crescimento e nem estamos entre os 40 paises mais visitados do mundo.  Apenas o ponto do Coliseu recebe quatro milhões de visitantes anuais. É praticamente impossível ver tranquilamente o teto da Capela Sistina, o local já chegou a receber 20 mil visitantes num dia, seis milhões por ano!

Agora, com essa preocupação de excesso de turistas essa situação pode mudar , com roteiros lotados, vôos e hotéis sem vagas, ruas sempre cheias, os turistas devem trocar a Europa por outros locais do mundo. Hora do Brasil aproveitar ainda mais, e Porto Seguro está entre os 57 municípios do Brasil que se encontram na categoria A. Isto significa que há um maior fluxo turístico e maior número de estabelecimentos no setor de hospedagem.

Em Porto Seguro, há muito espaço para receber turistas do mundo inteiro. E são muito bem recebidos nos 85 km de um belíssimo litoral baiano. Desde a tranquila praia de Mutá, a animada praia de Taperapuã e até a rústica e pitoresca Caraíva, passando pela famosa e glamourosa Trancoso, e a apaixonante Arraial d’Ajuda. Atrações para cada dia um tipo de diversão. Por mais turistas que a cidade receba nas datas de alta temporada como férias e feriados, ainda há muito espaço para as pessoas circularem normalmente. Prova disso é que nos últimos Reveillon e Carnaval as pessoas curtiram tranquilamente. Mesmo com muita gente, não há só uma concentração de pessoas, são muitas festas e opções para distribuir o público. A praia de Taperapuã por exemplo, na noite de Ano Novo estava tranquila, nem se compara com a lotação de Copacabana. Os turistas se dividiram em várias festas nas cabanas. Nos blocos de Carnaval também, famílias com crianças pularam e brincaram com espaço e muita diversão. É muito válida essa preocupação de não lotar apenas um lugar. O mundo, um País e uma cidade tem ainda muitos roteiros inexplorados e belíssimos.

E o Toko Village está na causa #conheçaoBrasil #vempraBahia #vempraPorto #vemproToko

Leia mais detalhes sobre o excesso de turistas em http://br.rfi.fr/mundo/20180308-excesso-de-turistas-preocupa-profissionais-do-setor-0

Voltar as notícias do blog Receber notícias como esta
Entre em contato
conosco
+55 (73) 3677.1300 +55 (73) 99118.1165